Laboratório de estudos urbano-regionais, das paisagens e dos territórios - LABURP

Localização

Sala no prédio entre o IC I e o IC II, sala anexa àquela da revista Geografares CCHN –
Universidade Federal do Espírito Santo - Centro de Ciências Humanas e Naturais
Av. Fernando Ferrari, 514
Goiabeiras, Vitória – ES
CEP: 29.075-910 
TEL: 55 2 33 35 29 28
https://www.facebook.com/Laburp-1740995942781896/

 

Professores e Pesquisadores envolvidos

  • Claudio Luiz Zanotelli (DEGEO/PPGG): Coordenador
  • Andre Luiz Nascentes Coelho (DEGEO/PPGG)
  • Clara Luiza Miranda (PPGAU)
  • Ednelson Mariano Dota (DGEO)
  • Eneida Maria Souza Mendonça (PPGAU/PPGG)
  • Mauricio Sogame (DEGEO)
  • Roberto José Hezer Moreira Vervloet

 

Introdução

Os estudos regionais e urbanos, sobre as paisagens e os territórios que realizamos há vários anos nos quadros do Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Espírito Santo, bem como no Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da UFES, malgrado a existência de projetos de pesquisas, de orientações voltadas para essas temáticas e de cooperações que se organizam, bem como de publicações relativas à temática, careciam de um quadro institucional estruturado e de um espaço que permitisse o enquadramento e a fecundação dessas pesquisas, dando, assim, maior amplitude aos estudos e pesquisas que organizamos. Dessa forma constituímos o LABURP

Objetivos gerais

Realizar pesquisas sobre as regiões e os fenômenos de regionalização, sobre polarizações e distritos industriais e a constituição de espaços e de territórios ligados aos equipamentos e infraestruturas industriais e portuárias (Geoeconomia) e sobre o fenômeno urbano em sua acepção mais larga associando aspectos ligados às populações e à demografia. O laboratório será também o lugar de pesquisadores com o foco em perspectivas das análises relativas às paisagens e aos territórios.

Objetivos específicos

Diante da importância que assumem no Brasil e em particular no Espírito Santo as implantações e polarizações exercidas pelas cidades, mas também pelas implantações industriais e portuárias, notadamente os pólos industriais siderúrgicos, papeleiro e, sobretudo, nos últimos anos, os ligados à cadeia do petróleo, os estudos regionais se tornam fundamentais para podermos compreender os efeitos espaciais e territoriais dessas implantações. Assim, o “retorno da região”, em particular da região urbana, como Método é de importância ímpar, pelo fato de buscar associar tanto os aspectos das atividades econômicas e da organização social quanto os aspectos espaciais e territoriais em sua forma e em sua estrutura.

Busca-se com o laboratório desenvolver pesquisas para compreender a estrutura regional e o fenômeno urbano em sua totalidade definidos por fluxos e processos que os compõem e recompõem de maneira aberta e generativa. Portanto pensamos a região e o urbano como uma estrutura aberta e em constante recomposição em função das infraestruturas, dos equipamentos, da circulação, das mobilidades e dos aspectos sociais e econômicos que permitem uma configuração à geometria variável dos espaços e territórios regionais.

As paisagens compõem o quadro estrutural das regiões e são abordadas em seus aspectos tanto sociais quanto econômicos e físicos.

 

Grupos de pesquisas CNPQ envolvidos

1-Grupo de estudos Regiões Metropolitanas

2-Núcleo de Estudos Arquitetura e Urbanismo (NAU)

3-Dinâmica dos ambientes tropicais

 

Parcerias/cooperações existentes e propostas

1-Cooperação em vias de ser estabelecida com o Laboratório de Estudos do Território e da Urbanização – LETUr da Universidade Estadual do Ceará – UECE, e com o Laboratório Mosaiqe – La Vue da Universidade Paris Ouest, Nanterre, La Defense.

2-Cooperações Existentes: Laboratório de Estudos do Espaço Antrópico da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro – UENF; Laboratório QUAPÁ – Universidade de São Paulo – USP; Rede de pesquisa inter institucional Urbanismo no Brasil – coordenada pela Universidade de São Paulo – USP; Grupo de Pesquisa Patrimônio Urbano da Universidade Federal Fluminense - UFF e Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas em Paisagismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

 

Alguns projetos em andamento de interesse do Laboratório coordenados pelos professores e pesquisadores que dele participam

1 - A expansão da Região Metropolitana da Grande Vitória e sua Geo-história

Resumo: Se pretende estudar num primeiro momento a Região Metropolitana da Grande Vitória (RMGV) na perspectiva de sua extensão incessante, em particular nos últimos dois decênios (anos 1990 e anos 2000). Essa extensão é o resultado de estratégias que incluem a expansão de seus limites a partir da utilização da extração da renda da terra por meio, dentre outros mecanismos, do controle da propriedade fundiária e da difusão de um “desenvolvimentismo” calcado na política de polos industriais e de expansão das infraestruturas. Esse mecanismo que representa a atual inversão na terra do excedente de capital provoca uma “destruição criativa da própria terra” (Harvey, 2011) engendrando conflitos de usos, apropriações de espaços coletivos e impactos socioambientais. Desse modo redesenhando as paisagens. Pretende-se estudar, igualmente, num segundo momento, a história da constituição da região em particular a morfologia do Centro de Vitória por meio das transações com imóveis na segunda metade do século XIX e no início do século XX, o que explica sem dúvida o destino contemporâneo da capital. Além disso, estamos efetuando estudos em cartório de cadeias dominiais passadas de algumas grandes propriedades selecionadas na RMGV.

Integrantes: Cláudio Luiz Zanotelli (Coordenador), Bruno da Silva Rossi, Francismar Cunha Ferreira.

 

2- Geotecnologias, ação das águas e as repercussões sobre território - geoarste

O presente projeto de pesquisa tem por objetivo principal realizar estudos associados ao emprego de novas geotecnologias, análise territorial e ambiental, dinâmica das águas superficiais e geoformas fluviais em escalas de canais, rios, áreas susceptíveis a inundações / alagamentos priorizando o estado do Espírito Santo. Com enfoque geográfico, tais trabalhos farão uso de ferramentas como Sistema de Informações Geográficas (SIG) integrado com Sensoriamento Remoto (SR) e uso de produtos orbitais, suborbtais como imagens de satélites, ortofotos, dados interferométricos, entre outros. A base metodológica partirá da essência teórica da geografia (visão sistêmica / integradora) articulada a um modelo coerente que valorize elementos, processos da natureza e sociedade. O projeto está subdividido em três categorias / sub-linhas de pesquisa: a) Aplicações Geotecnologicas; b) Análise Territorial e Geoambiental; e c) Dinâmica das Águas Superficiais.

Integrantes: André Luiz Nascentes Coelho – Coordenador, André Luís Demuner Ramos, Vinícius Santos Lima e Miquelina Aparecida Deina

 

3-Sistema de Espaços Livres e morfologia urbana da região de Vitória

Descrição: As áreas verdes e os espaços de recreação, como parte do sistema de áreas públicas das cidades brasileiras, encontram-se insuficientes e inadequados diante do dinamismo e ampliação das demandas sociais no processo de urbanização vigente. Este estudo busca desenvolver revisão e aprofundamento teórico sobre a temática dos espaços livres, visando a construção de quadro conceitual que fundamente a investigação relacionada à Vitória. O caráter de integração sistêmica dos espaços livres tem base em Santos (1985 e 1996) e a conceituação destes espaços em Macedo et alii (2005) e Carneiro e Mesquita (2000). As seis fases do estudo trataram das seguintes questões: 1. conceitos gerais, à luz da tipologia de espaços públicos identificados em Vitória e municípios vizinhos; 2. conceitos envolvendo o espaço público em sua dimensão relacionada à esfera de vida pública e ao cotidiano; 3. análise das características dos espaços livres públicos e privados de Vitória; 4. planejamento e gestão dos espaços livres na região de Vitória; 5. critérios para avaliação e estabelecimento de diretrizes para qualificação do sistema de espaços livres e 6 complementação do estudo dos espaços livres privados abrangendo, além de Vitória, objeto da fase 3, também os municípios vizinhos. A fase 7, aqui proposta, busca analisar a relação entre o sistema de espaços livres e a morfologia urbana da região de Vitória.. 

Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. 

Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (3).

Integrantes: Eneida Maria Souza Mendonça - Coordenador / Taís Rodrigues de Souza Tostes - Integrante / Daniele Goldner Garcia - Integrante / Deise Costa Maciel - Integrante.

 

4-Subsídios metodológicos à formulação de políticas públicas relacionadas à paisagem

Descrição: A proposta visa estruturar metodologia que apoie a formulação de políticas públicas relacionadas à valorização da paisagem. O objetivo é possibilitar, institucionalmente, a orientação da ocupação urbana, de modo a manter, ou recuperar a visibilidade de referências paisagísticas e a integração urbana de espaços de interesse público. A preocupação concentra-se na transformação significativa dos referenciais paisagísticos devido ao ritmo e às características do processo de urbanização na América Latina, com destaque para o litoral capixaba e fluminense, diante dos empreendimentos portuários e industriais em curso. Observa-se a insuficiência de arsenal metodológico e técnico, além da dubiedade da ação política, que ao mesmo tempo conduz a implantação dos empreendimentos priorizando o enfoque econômico e apoia ações institucionais em prol da paisagem. A pesquisa visa então, consolidar teoricamente estudos anteriores, bem como sua finalidade aplicativa. A consolidação teórica objetiva complementar e aprofundar estudos que contribuam para a identificação das referências paisagísticas com a sistematização de aspectos históricos por meio de revisão bibliográfica que permita, por um lado, abordar a construção da sensibilidade ocidental pela paisagem e por outro lado, identificar conceitos que embasem a interpretação dos processos contemporâneos relacionados à paisagem. A consolidação da finalidade aplicativa objetiva a estruturação de procedimentos metodológicos de orientação ao poder público, relacionados à manutenção ou recuperação das referências paisagísticas, iniciando pelo levantamento e exame de procedimentos administrativos institucionais para valorização da paisagem e tendo como ponto de partida, experiências no Espírito Santo e no Rio de Janeiro. Almeja-se também, que esta proposta ao longo de sua realização, seja capaz de consolidar intercâmbio de pesquisa com o Programa de Pós-Graduação em Urbanismo da Universidade Federal do Rio de Janeiro - PROURB/UFRJ - e dar continuidade ao já estabelecido com os Programas de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal Fluminense - PPGAU/UFF - e em Políticas Sociais da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - PPGPS/UENF, - a partir de publicações, cursos, formação de pesquisadores e organização de eventos.

Integrantes: Eneida Maria Souza Mendonça - Coordenador / Ricardo de Souza Rocha - Integrante / Marlice Nazareth Soares de Azevedo - Integrante / Cristiane Bittencourt Provietti - Integrante / André Luiz Nascentes Coelho - Integrante / Lucia Costa - Integrante / Teresa de Jesus Peixoto Faria - Integrante / Tuane Sena Meireles - Integrante.

 

5) Espaço e capital no Espírito Santo:  sistemas técnicos portuários, a sociedade e o território.

Descrição: Trata-se de um projeto de pesquisa sobre a história territorial do Espírito Santo e a organização do espaço geográfico em função dos sistemas técnicos portuários. A pesquisa se concentra na tentativa de delinear os mecanismos de construção do território capixaba e de como esses mecanismos aproveitam da configuração física, geomorfológica, paisagística e socioespacial desse Estado para produção da "vocação portuária" respondendo por impactos, formações socioeconômicas e reprodução das bases econômicas hegemônicas referentes a esse território. Ao mesmo tempo o projeto objetiva, também, resgatar conceitos clássicos da geografia, em contraponto a relativização conceitual pela qual tem passado a linha tênue existente entre o campo das ciências humanas – na qual a geografia se insere atualmente - e ciências da terra – da qual a geografia nasceu, propondo, desta forma a revisão epistemológica de suas bases filosóficas e conceituais. Desta forma,  conceitos geográficos importantes do arcabouço teórico dessa disciplina permitem a formação de sistemas teóricos capazes de explicar a realidade presente, possibilitando a construção de uma ação política permanente, tendo o território capixaba como elemento empírico de análise e atuação.

Integrante: Roberto José Hezer Moreira Vervloet.

 

6- A logística da acumulação do capital no estado do Espírito Santo

É de grande relevância para a acumulação do capital e produção espaço no território capixaba a atuação combinada entre Estado e as grandes empresas.  Ponto fundamental para o nosso estudo foi a fundação, no ano de 2003, da organização empresarial “ES em Ação”, composta por grandes empresas locais, corporações internacionais e grupos de mídia.

Nesse estudo pretendemos analisar o papel desempenhado pelo ES em ação no que diz respeito às políticas de implementação da logística no território capixaba, em especial a questão portuária.

Portanto o objetivo desta pesquisa é produzir análises sobre as dinâmicas de acumulação do capital e a atuação da organização empresarial Espírito Santo em Ação por meio de estudo dos impactos das atividades portuárias e da implantação de novos projetos no Estado do Espírito Santo e seu rebatimento sobre a população local e o meio ambiente

Esta pesquisa está em desenvolvimento, tendo como metodologia estudos dos documentos do ES em Ação e acompanhamento junto às comunidades e movimentos sociais dos impactos das atividades portuárias.

Coordenador: Maurício Sogame

 

Atividades previstas do Laboratório

  • Realização de pesquisas
  • O LABURP realiza um seminário mensalmente de estudo, debate e apresentação de pesquisas.
  • Reuniões do Grupo de Pesquisa;
  • Orientações em iniciação científica, monografias, dissertações e
Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910